Meningite: o que você precisa saber!

A meningite é o processo inflamatório das meninges (membranas localizadas no cérebro) que pode afetar pessoas de qualquer idade. A doença é causada por bactérias, vírus, parasitas, fungos e agentes não infecciosos como: alergia a medicamentos, reações químicas, traumatismos e alguns tipos de câncer.

Tipos de Meningite

A meningite é uma doença grave que possui variações de acordo com a forma de contágio. O tipo mais comum é o viral, podendo ser causado pelo enterovírus, vírus da caxumba, influenza, sarampo e herpes. Quase todos os tipos podem ser transmitidos pela saliva (tosse, espirro, beijo etc.), com exceção do enterovírus que fica no intestino e pode ser transmitido pelo contato com as fezes.

Considerada a mais perigosa, a meningite bacteriana é a que apresenta os sintomas mais intensos e maior potencial de surto ou epidemia, pois é facilmente transmissível pelas vias respiratórias. Os principais agentes causadores deste tipo são: Neisseria Meningitidis (Meningococo), Haemophilus Influenzae Tipo B, Streptococcus Pneumoniae (Pneumococo) e Listeria Monocytogenes.

A meningite fúngica, por sua vez, é menos comum, mas pode causar um quadro crônico no paciente. É transmitida pelo fungo Criptococo, que está presente no solo, frutas estragadas e fezes ressecadas de pombos. Ela se assemelha muito com a meningite bacteriana, por isso também é considerada perigosa, mas não é contagiosa. Pessoas com o sistema imunológico debilitado (quem é portador do vírus do HIV ou está em tratamento contra o câncer, por exemplo) são mais suscetíveis a contrair a meningite fúngica.

Sintomas

Os sintomas da meningite podem variar de acordo com o tipo, mas os principais que estão presentes em todos os casos são:

  • Febre alta;
  • Dores de cabeça muito fortes;
  • Vômito;
  • Náusea;
  • Rigidez no pescoço;
  • Confusão mental;
  • Dificuldade para se concentrar;
  • Fotossensibilidade (sensibilidade à luz);
  • Manchas vermelhas na pele;
  • Falta de apetite;
  • Convulsões.

A meningite viral causada pelo enterovírus também pode causar problemas respiratórios, gastrointestinais, dores musculares e erupção cutânea.

Recém-nascidos podem contrair a doença e apresentar os mesmos sintomas, porém com mais moleza no corpo e certa inquietação. Irritabilidade repentina ou choro contínuo são alguns dos sinais que podem indicar meningite em um bebê.

Diagnóstico

Um dos principais exames que diagnosticam a meningite é o Exame do Líquido Cefalorraqueano (-deletar – ou Cefalorraquidiano), também chamado de Exame de Líquor. O líquor é um líquido transparente e incolor presente na espinha e produzido pelo cérebro. Por ter ligação direta com o Sistema Nervoso Central sua análise é fundamental no diagnóstico da meningite, que representa 80% das realizações deste exame.

Um médico especializado fará a coleta de uma pequena quantidade de líquor através de uma punção delicada na região da coluna, usando agulha descartável. Dependendo das indicações médicas, também é possível retirar o líquido pela parte posterior do pescoço ou na região lombar.

A única contraindicação para este exame é que o paciente não esteja usando nenhum medicamento anticoagulante ou que interfira na coagulação sanguínea.

Tratamento

Os tratamentos variam para o tipo de meningite. A viral costuma desaparecer sozinha, normalmente, após algumas semanas, então o único tratamento é ficar em repouso, beber muita água e tomar alguns medicamentos para dores.

A meningite bacteriana exige um tratamento urgente para evitar a transmissão e a evolução dos sintomas. A doença é tratada com antibióticos intravenosos e outros medicamentos que variam para cada bactéria causadora.

Quando a causa da meningite são os fungos, o tratamento deve ser feito com fungicidas, porém mais análises no Liquor serão necessárias, pois esse tratamento pode causar efeitos colaterais, além de ser mais demorado seu processo de cura. Quando a meningite se torna crônica, o tratamento também é o mesmo.

Gostou desse artigo? Compartilhe nas suas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre as causas, diagnóstico e tratamentos da meningite!

Contato – Unidade São Paulo

Tel: (11) 2373 3352
Plantão 24h: (11) 96327 6867 Agendamentos Ambulatoriais:
(11) 98837-9918
Contato – Unidade Brasília

Tel: (61) 3550-1660
Cel:  (61) 99549-1930

Atendimento

Segunda a Sexta – 08:00 às 17h00

–  ATENDIMENTO HOSPITALAR  –

24 Horas

 

Entre em contato